Frequências radiônicas 1

Frequências radiônicas

Introdução ao uso das frequências radiônicas

Um problema frequente que existe em meio aos que buscam informações sobre radiônica é a confusão entre índices e frequências, e conforme explicamos os índices são a base da radiônica, são programações que informam o trabalho que deve ser realizado, enquanto que frequências são estímulos aplicados em cada caso.

Normalmente as pessoas falam em frequências radiônicas como sendo os índices.

Um índice diz o que deve ser realizado em um nível muito profundo, é como se o índice acessasse os códigos raiz de uma unidade biológica (pessoa, animal ou outros), local, plantações , já as frequências, servem para ditar as variáveis de tempo que a programação será enviada e repetida, além de harmonizar os padrões das programações.

Ambos possuem características benéficas aos tratamentos, mas os índices certamente são de primeira importância em um tratamento radiônico, já as frequências são secundárias, embora sejam um reforço extremamente útil em diversos casos.

Órion II com uso de programas de frequência

Frequências radiônicas

No caso da Órion II é possível utilizar ambos os recursos com facilidade conectando o instrumento a um computador através da saída de áudio, existindo diversos softwares geradores de frequências que podem ser usados em conjunto com a Órion II.

Basta configurar os índices no instrumento e através de um computador, tablet ou smartphone,  gerar as frequências necessárias para cada caso. A Órion II transforma as simples frequências em um tratamento radiônico, permitindo que o tratamento seja emitido a distância.

E o melhor, ambas informações podem ser gravadas em cartões CDR (pg. 30), e usadas em tratamentos posteriores de forma automatizada.

O sistema permite trabalhar com as frequências Hulda Clarck, Rife, ruído branco e diversos outros padrões com a mesma facilidade, transformando tudo em frequências radiônicas.

máquina radiônica ligada a computador

No meu caso utilizo um programa chamado NCH Tone, que pode ser baixado em versão gratuita ou paga (não acompanha a Órion II), custa a partir de R$3,00 e funciona em diversos sistemas e plataformas (windows, MacOS, Android etc.).

Para ajudar o sistema é muito intuitivo.

As possibilidades, usando ambos os recursos, são ilimitadas.

Exemplo:

Suponhamos que estejamos tratando um caso de insônia, podemos então configurar o instrumento com o índice de tratamento correspondente:

Insônia: 20.537

Adicionalmente podemos configurar o gerador de frequência para emitir este tratamento em 3Hz, uma frequência que trabalha muito bem estados insones.

Desta forma teremos uma programação específica para insônia sendo emitida junto com a frequência ideal para estados insones, em outras palavras, temos o melhor dos dois mundos.

Programação radiônica por comandos verbais

Quer uma forma simples, eficaz e rápida de iniciar um tratamento?

Neste caso basta, utilizar um bom software de gravação (a maioria dos smartphones possui diversas opções gratuitas), gravar uma mensagem terapêutica como a do exemplo abaixo:

“Sou um Sol que atrai e mantém ao meu redor tudo que eu necessito para o meu crescimento espiritual”.

Ou outra que se faça necessária. E depois conectar o dispositivo à Órion II utilizando o cabo de áudio que acompanha o equipamento e iniciar o tratamento, programando o dispositivo (smartphone ou outro) para replicar a mensagem automaticamente (loop).

Programação com musicoterapia

Entre as diversas possibilidades que existem com o uso destes recursos digitais, que muitos usuários tem utilizado em seus trabalhos destacamos:

  • A conexão do tratamento com músicas de relaxamento;
  • Gravações com frases terapêuticas como as de Louise Hay e outras;
  • Tratamento com base em gravações de sinos tibetanos, músicas xamânicas e outras;
  • Envio de mantras.

Para conhecer melhor as diversas características da máquina radiônica Órion II clique no botão.

* A maioria deles são gratuitos, mas não fornecidos com o instrumento

About The Author

Sérgio Nogueira

Presidente da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica (ABRAD). Possui formação ainda nas áreas de acupuntura, reiki, hipnose, magnetismo e outras, que utiliza de forma sinérgica em seu trabalho. Atualmente se dedica a atendimentos na área de radiestesia empresarial, auxiliando profissionais e empresas a atingirem seus objetivos.

Comente este artigo