radionica e acupuntura

Radiônica e acupuntura (parteII)

Radiônica e acupuntura

Introdução

Iniciamos, em uma postagem anterior, uma conversa acerca do uso da Radiônica para tratamentos de acupuntura a distância, na ocasião nos concentramos nas relações entre ambas, se você não leu o artigo anterior clique em radiônica e acupuntura.

Agora falaremos um pouco acerca do uso prático da técnica, e dos passos necessários para um bom resultado.

O trabalho radiônico prevê o uso de um aparelho para o tratamento vibracional, bem como um testemunho¹ da pessoa a ser tratada, este é o mínimo necessário, outro acessório importante é o caderno de índices de radiônica, que contém as regulagens para diversos tipos de testes e tratamentos. Se você nunca viu um desses cadernos clique no link acima para ter uma ideia do que eles contém.

Ao contrário do que ocorre normalmente na radiestesia, onde o operador se coloca em estado receptivo e capta as informações do testemunho, em radiônica utilizamos ajustes que simulam informações e as comparam com aquelas presentes no testemunho, ambas exigem o uso da mente, mas no caso da radiônica o processo é muito mais fácil.

Avaliação

Tendo tudo em mãos o radionicista acupuntor fará um estudo do caso, selecionando os fatores e desequilíbrios que sejam relevantes ao caso, buscando encaixar a reclamação dentro de um dos padrões mais conhecidos da acupuntura, um caso de Depressão por exemplo pode ter várias origens de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, tais como:

Êxtase de Qui 80.145;

Fleuma 60.719;

Deficiência do Qui do coração e Baço Pâncreas 60.3345 e 60.6866;

Deficiência do Yin 60.158.

Entre outros.

Caso o operador já saiba a causa relacionada as queixas não precisa naturalmente realizar o teste de todos, mas somente desta, para obter a medição relacionada ao avanço do problema.

Se o profissional está em dúvidas sobre a origem do problema ele poderá optar por testar cada um dos fatores que podem ser responsáveis pelo problema, regulando o aparelho em seus índices correspondentes (mostrados acima logo após os distúrbios) e realizando o teste de ressonância para identificar o  padrão que mais se assemelha.

Este é um exemplo bastante simplificado do processo, através da radiônica podemos testar todos os meridianos e pontos, realizando os exames da forma que preferirmos.

maquina radiônica com scanner

Para casos complexos em que haja a necessidade de vários testes podemos recorrer ao uso de acessórios como a ponta de provas, que permitem testes em tempo muito menor, realizando com esta uma pré avaliação.

Tratamento

Uma vez encontrado o problema o próximo passo é selecionar a técnica e os pontos que utilizaremos, felizmente a radiônica nos permite o a aplicação de qualquer técnica conhecida de acupuntura sistêmica, 5 elementos, beishu, Yuan / Lo etc… Bem como técnicas com o uso do  Ryodoraku e E.A.Voll, que permitem mensurar, através de aparelhos clássicos da acupuntura, o desenvolvimento do tratamento.

Os pontos podem ser selecionados através dos protocolos clássicos e da experiência do operador, ou opcionalmente através da radiestesia / radiônica, é mais uma questão de preferência pessoal e do nível de prática do operador.

Usando o exemplo acima vamos supor que a depressão em questão tenha relação direta com com a Fleuma, neste caso, se o protocolo selecionado for E40, CS6, B15, B20, C7, e E36 bastará selecionar os índices correspondentes aos pontos e  utilizá-los na Órion II junto com os camandos para sedação ou tonificação, gravando os dados em um cartão CDR para que os mesmos sejam usados nas próximas emissões, o processo leva poucos minutos para ficar pronto e sua eficácia é fantástica.

A radiônica aplicada a acupuntura pode ser usada tanto de forma isolada por profissionais que necessitem tratar pacientes a distância quanto nos intervalos das sessões tradicionais para acelerar o processo e diminuir o tempo de tratamento, conquistando assim definitivamente a confiança do paciente. Outra vantagem do método é que o tratamento pode ser acompanhado em tempo real para se avaliar a eficácia do mesmo, sendo possível por exemplo medir os índices de desequilíbrio antes e após as emissões para efeito comparativo.

Neste caso voltemos ao nosso exemplo, uma vez que o índice Fleuma 60.719 tenha se mostrado ressonante em 80%, após o envio da programação radiônica posso testá-lo novamente para obter a confirmação do êxito da sessão, se detectamos que a intensidade do problema está abaixo do valor inicial isto indica que o tratamento foi corretamente escolhido e que por hora nada deve ser modificado. Caso contrário a modificação pode ser realizada em  qualquer tempo de forma igualmente simples, sem precisarmos esperar a próxima consulta do paciente.

1- Em Radiestesia o testemunho pode ser definido como qualquer objeto que possua ligação energética com determinado corpo, uma mecha de cabelos por exemplo possui uma ligação com a pessoa da qual ela foi retirada.

About The Author

Sérgio Nogueira

Presidente da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica (ABRAD). Possui formação ainda nas áreas de acupuntura, reiki, hipnose, magnetismo e outras, que utiliza de forma sinérgica em seu trabalho. Atualmente se dedica a atendimentos na área de radiestesia empresarial, auxiliando profissionais e empresas a atingirem seus objetivos.

Comente este artigo