Cristais radiônicos 1

Cristais radiônicos

 

Cristais em terapia

Fazem mais ou menos dois anos desde o dia que peguei um pote das pastilhas Stiper e resolvi fazer uma experiência, separei algumas unidades e coloquei em um aparelho de radiônica para ver se era possível programar as partículas de silício com uma informação específica para tratamento, deu um resultado tão bom que nunca mais usei o Stiper sem programar as pastilhas.

Posteriormente descobri que não era o único a pensar nisso, o radiestesista Raul Breves levou a coisa adiante e criou os cristais radiônicos, que são esferas de cristal do tamanho das sementes utilizadas em auricopuntura, ele vende o conjunto de esferas (vem cerca de 400 em cada pacote segundo a propaganda do produto) a um preço bastante acessível, junto você recebe um gráfico para manter a programação das esferas.

Cristais radiônicos para terapia auricular

Eles nasceram em 2008 quando tentei gravar em pequenos cristais auriculares o mesmo programa mental que utilizava em minhas sessões de acupuntura tradicional via radiônica – conta ele.

A vantagem é que já vem programado, sendo bastante prático para o uso, porém eu gosto de pesquisar e o fato deles estarem pré programados me incomodava bastante, desta forma resolvi desprogramar os cristais e ir programando pequenos grupos novamente de acordo com minhas necessidades.

Isto tem suas vantagens, você pode programar apenas o número necessário de cristais para resolver um problema específico utilizando um aparelho radiônico, personalizando desta forma o tratamento para cada caso ao invés de trabalhar com uma frequência única, que por melhor que seja não é a mais indicada para resolver tudo.

Porém nem todos possuem ou podem adquirir um aparelho radiônico, neste caso a programação pode ser feita utilizando um bom pêndulo egípcio.

Eu faço assim, separo a quantidade de esferas necessárias para o tratamento e as coloco em uma bandeja para sementes de aurículo-puntura, coloco o micropore e recorto os quadradinhos, tendo terminado esta preparação pego o pêndulo egípcio e os carrego através da técnica de giros horários enquanto mentalizo a informação a ser transmitida. Uma vez terminado o processo eles estão prontos para o uso. Utilize uma pinça para retirar os cristais e coloque nos pontos necessários.

O sistema com o pêndulo é tão bom que o uso sempre que estou viajando, tenho até um pequeno estojo com todo material necessário, e sua eficácia para o controle de dores é de fato surpreendente, muito além daquela conseguida apenas com pastilhas sem programação.

Lembrando que a mesma coisa pode ser feita com o Stiper, que possui a vantagem de ser maior, o que facilita o uso quando não utilizado para acupuntura e a desvantagem do preço.

Outro ponto importante é que o uso de ambos em acupuntura exige conhecimentos técnicos.

Se quiser experimentar a técnica os cristais, junto com mais informações sobre seu uso, podem ser encontrados na página do autor

About The Author

Sérgio Nogueira

Presidente da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica (ABRAD). Possui formação ainda nas áreas de acupuntura, reiki, hipnose, magnetismo e outras, que utiliza de forma sinérgica em seu trabalho. Atualmente se dedica a atendimentos na área de radiestesia empresarial, auxiliando profissionais e empresas a atingirem seus objetivos.

Comente este artigo