Radiestesista Mario Allocchi

Radiestesista italiano soluciona caso de desaparecimento

Radiestesista Mario Allocchi

Mario Allocchi

Não é a primeira vez que a Radiestesia é utilizada em complexos casos policiais, já no século passado Abade Mermet descobriu, utilizando seu pêndulo, o paradeiro de um menino que havia desaparecido no sul da França, da mesma forma a literatura radiestésica relata outros exemplos do uso preciso da Radiestesia neste campo. Este caso clássico foi bastante relatado em vários livros de Radiestesia.

O caso que mostraremos ocorreu na Itália, e foi amplamente noticiado pela imprensa italiana.

Caso Sarah Scazzi

Sarah Scazzi

Em 26 de Agosto de 2010 Sarah Scazzi, uma jovem de 15 anos, desapareceu sem deixar vestígios em Avetrana, subdistrito de Taranto na região de Puglia, naturalmente o desaparecimento criou comoção na pequena Avetrana, que possui menos de 8.000 habitantes.

Exatamente uma semana depois não havia ainda qualquer pista sobre paradeiro de Sarah, e a polícia recebia muitos relatos de pessoas que afirmavam terem visto a jovem viva em várias partes da Itália, neste momento veio a público o radiestesista Mario Allocchi, tratado pela imprensa italiana como “sensitivo”. Mario afirmou a agência GlobalPress que, utilizando um testemunho de Sarah e um pêndulo teria descoberto que Sarah havia sido assassinada, e indicou a localização do corpo, ele teria sido jogado dentro de um poço próximo a Avetrana.

Continuando ele afirmou que sua pesquisa com o uso da Radiestesia (e complementada com o uso das cartas de Tarô segundo ele), mostravam que a jovem havia sido enganada e atraída para uma armadilha, que a investigação deveria ser conduzida para os membros da família de Sarah, especialmente uma jovem parente que havia mentido para a polícia, família e amigos.

Em sua declaração Mario disse saber que sensitivos geralmente são tratados como charlatões, porém que a polícia deveria atentar as suas palavras, pois estas os conduziriam a solução do caso.

Uma das matérias (em italiano) sobre as declaracões de Mário Allocchi pode ser vista aqui.

A avaliação Radiestésica de Mario foi noticiada com pouco destaque em alguns jornais, na internet houve algumas discussões entre internautas sobre as informações do radiestesista e o episódio ficou meio esquecido até o dia 6 de outubro de 2010, quando Michele Misseri, tio de Sarah, foi preso e confessou ter assassinado a sobrinha por ela ter refutado suas investidas afetivas, posteriormente ele teria mantido relações sexuais com o cadáver de Sarah e ocultado o mesmo em um poço de um sítio que fica perto de Avetrana.

O detalhe é que Michele afirmava inicialmente ser o único envolvido no caso, mas investigações mais aprofundadas mostraram que sua filha, Sabrina Misseri, havia participado do crime, sendo em seguida presa também, outros dois familiares que foram indiciados por ocultação de cadáver.

Podemos ver que as principais informações relatadas pelo radiestesista Mario coincidem com as descobertas da polícia.

Alguns artigos foram escritos sobre o acerto de Mário, em um deles lemos:

“Uma semana depois, ele já havia dito tudo de Sarah.”

E relata os acertos do radiestesista Mario no caso.

Fonte

É possível encontrar uma página no Facebook com o nome Sarah Scazzi, talvez fosse o perfil dela, nele se lê:

“Ao nosso anjo Sarah Scazzi, assassinada por seu tio Michele Misseri e pela prima Sabrina Misseri.”

About The Author

Sérgio Nogueira

Presidente da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica (ABRAD). Possui formação ainda nas áreas de acupuntura, reiki, hipnose, magnetismo e outras, que utiliza de forma sinérgica em seu trabalho. Atualmente se dedica a atendimentos na área de radiestesia empresarial, auxiliando profissionais e empresas a atingirem seus objetivos.

Comente este artigo