gráficos de radiestesia em cobre ou plastico

Gráficos de radiestesia, cobre ou plástico?

Existe uma polêmica no meio da radiestesia quando falamos de gráficos, alguns defendem que estes acessórios devem ser feitos obrigatoriamente de cobre, ou fenolite (material cobreado utilizado para produzir placas de eletrônica).

Existem muitas explicações de ambos os lados para a defesa de cada um dos materiais, os proponentes do cobre utilizam, como base de alegação, o fato de que o cobre é um metal condutor, o que melhoraria seu rendimento, alguns chegam inclusive a afirmar que o cobre é uma exigência, sem a qual os gráficos não funcionam, ignorando que os gráficos são construídos desde a década de 50, mas só a partir da década de 80 que se começou a utilizar o cobre.

Enfim, veja no vídeo nossa análise sobre o tema, que está recheada de informações técnicas.

About The Author

Sérgio Nogueira

Presidente da Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica (ABRAD). Possui formação ainda nas áreas de acupuntura, reiki, hipnose, magnetismo e outras, que utiliza de forma sinérgica em seu trabalho. Atualmente se dedica a atendimentos na área de radiestesia empresarial, auxiliando profissionais e empresas a atingirem seus objetivos.

Comente este artigo