máquina radiônica órion 2

3 dicas de radiônica para tratamentos

Neste vídeo mostramos três dicas que podem ser usadas radiônica. Estas dicas cobrem aspectos de avaliação e tratamento.

  • A primeira está entre as mais tradicionais da radiônica, sendo o fio condutor obrigatório para um bom trabalho,
  • A segunda nos foi legada por Ruth Drown, uma das maiores radionicistas da história,
  • E a terceira devemos a ninguém menos que David Tansley, que revolucionou a forma como entendíamos a radiônica em seus livros.

Estas dicas podem ser usadas e qualquer instrumento, qualquer tipo de abordagem radiônica, então, se você utiliza um de nossos instrumentos, ou mesmo outras ferramentas, poderá se beneficiar das ideias expostas no vídeo.

Então vamos lá.

1- Faça uma boa avaliação do caso

Parece bastante óbvio não? mas em pelo menos 70% das vezes que um tratamento não apresenta os resultados que se espera, podemos identificar falta de atenção a avaliação.

O exemplo mais simples, o consulente apresenta um problema x, um desequilíbrio no chacra cardíaco, por exemplo. O radionicista procura o índice do chacra e começa emitir para restabelecer seu funcionamento, sem fazer uma análise de causas, suponhamos que o desequilíbrio se deva a existência de determinada crença religiosa mal assimilada, fruto talvez de uma interpretação equivocada de algum preceito. A ausência de uma abordagem mais completa e focada apenas no efeito não surtirá os resultados esperados.

O caminho correto seria detectar o que se relaciona ao desequilíbrio, e fazer um tratamento mais global.

2- Sempre dê uma passada pelos chacras e glândulas

Não importa a queixa, siga o conselho de Drown e sempre faça uma análise da energia das glândulas principais, elas contém chaves de informação primárias para nosso equilíbrio.

O mesmo vale para o estado dos chacras, independente da queixa sempre observe o funcionamento deles, pois eles controlam e processam as grandes reservas de energia que temos.

3- Observe o problema sob a ótica da anatomia sutil

radiônica corpos sutis

Um bom tratamento de radiônica deveria localizar problemas além dos desequilíbrios óbvios, uma teoria que Tansley levou aos limites em seu trabalho.

Fundamentalmente, as desarmonias pessoais ou internas que enfrentamos, podem ser localizadas nos seguintes corpos:

  • Corpo físico;
  • Duplo etérico;
  • Corpo astral;
  • Corpo mental.

Compete ao radionicista detectar os desequilíbrios nos diversos corpos e propor abordagens que possam reequilibrar os aspectos vibracionais em cada caso, mas para isto o radionista em questão deve possuir um conhecimento sólido de anatomia sutil.

E para finalizar, a radiônica não atua em outros corpos que não estes, esqueça o que algum gurú disse.

About The Author

Sérgio Nogueira

Terapeuta Holístico com sólida formação na área e mais de 20 anos dedicados a pesquisa e desenvolvimento de novas abordagens no campo de radiestesia e radiônica. Possui formação ainda nas áreas de acupuntura, reiki, magnetismo e outras, que utiliza de forma sinérgica em seu trabalho. Sergio Nogueira no Google+

Comente este artigo