radiestesia possibilidades

Radiestesia, marcianos e Eliza Samúdio

Não raro alguém pergunta por que a radiestesia, sendo tão ampla, não conta com profissionais nas mais variadas áreas, ou os motivos pelos quais radiestesistas não se empenham na solução dos grandes dilemas da humanidade, na resolução de casos que provocam comoção, como o desaparecimento de pessoas como Eliza Samúdio ou mesmo uma maior contribuição com o avanço de pesquisas espaciais, como a localização de água em Marte.

Sim, constantemente recebo e-mails com tais questões, e recentemente um deles fazia exatamente estas perguntas:

“Se a Radiestesia é capaz de muitas proezas porque um especialista não se habilita a descobrir onde está o corpo da Eliza Samúdio onde o corpo desapareceu do plano material????? Acredito também que a Radiestesia descobriria água em Marte  e resolveria muitos outros casos…”

O objetivo deste post é justamente indicar os motivos pelos quais radiestesistas não fazem de tudo.

Impossibilidade técnica

O primeiro motivo é bem simples de entender, não fazemos tudo porque não podemos, não temos domínio sobre todas as áreas.

A maioria dos radiestesistas geralmente se especializam em uma área de atuação, alguns se especializam em duas ou três, mas nenhum operador é especialista em tudo, e não, apenas saber os movimentos do pêndulo não capacita um radiestesista a fazer de tudo.

A onipotência do radiestesista é provavelmente a maior ilusão que se criou dentro da radiestesia.

Operadores podem ser muito bons em suas áreas de especialidade, mas não resolvem tudo, eu mesmo nem saberia por onde começar pesquisas em diversas áreas.

Questões econômicas

Um dos fatores que conta pontos na hora de optar por uma área de atuação é o possível retorno econômico da escolha. Algo natural em uma área que não possui qualquer incentivo externo a pesquisa.

Sendo bem claro, poucos radiestesistas se dedicam a localização de pessoas ou outras proezas simplesmente porque não conseguem ver a possibilidade de atuar profissionalmente, e estas pessoas precisam sobreviver.

Em partes isto ocorre por conta da cultura de desvalorização do talento que temos, veja um exemplo, ninguém tem dúvidas que um médico merece ser pago por suas consultas, mas em pleno século 21 ainda encontro pessoas que acreditam que radiestesia deveria ser feita por caridade, ou que apenas valores simbólicos deveriam ser cobrados, aliás não faltam exemplos de pessoas que criticam fornecedores simplesmente por vender produtos de radiestesia.

Imagine quando se fala de cobrar de uma família que sofre por um ente desaparecido.

Por isto a atuação terapêutica, a geobiologia e alguns outros ramos atraem mais operadores, pois eles permitem que o profissional pague suas contas.

Verne Cameron vendia seus serviços como radiestesista para a localização de Petróleo, valia a pena e ele via o retorno por seu esforço, mas em um país como o nosso este gênero de atividade por exemplo não pode ser explorada.

Praticidade

Além disto temos a praticidade a ser considerada.

Vejamos:

Supondo que eu encontre água em Marte, o que faço?

Ligo para a Nasa para ela enviar uma missão espacial perfurar no local? Eles irão?

Não.

E se eu detecto um ponto onde o corpo de Eliza pode estar, pego uma pá e vou cavar, talvez em uma propriedade privada? Aviso a polícia?

Claro que alguém pode objetar que se eu fosse o primeiro a detectar água em marte isto poderia ser lembrado no futuro, mas não, o radiestesista Rudolf Heinz por exemplo detectou a presença de petróleo no estado do Piauí em 1977, morreu em 1983 …… você já ouviu falar de Rudolf Heinz antes? Sente que a radiestesia obteve algum reconhecimento mínimo?

Se localizar algo bastasse a radiestesia a muito já teria obtido grande reconhecimento.

Enfim, estes são apenas os motivos principais, existem outros que podem ser facilmente percebidos pelo internauta.

About The Author

Sérgio Nogueira

Terapeuta Holístico com sólida formação na área e mais de 20 anos dedicados a pesquisa e desenvolvimento de novas abordagens no campo de radiestesia e radiônica. Possui formação ainda nas áreas de acupuntura, reiki, magnetismo e outras, que utiliza de forma sinérgica em seu trabalho. Sergio Nogueira no Google+

Comente este artigo